Hillary telefona para líder palestino e apoia trégua

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, prometeu hoje trabalhar para uma "paz durável" no Oriente Médio, na primeira conversa que teve por telefone com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse um porta-voz palestino. "Ela falou sobre a necessidade de apoiar o presidente Abbas e a ANP, para chegar a uma paz durável e justa o mais rápido possível", disse o porta-voz Nabil Abu Rudeina à AFP. "O presidente Abbas reiterou seu apoio ao processo de paz e prometeu fazer todos os esforços para alcançar a paz."Ontem, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou para Abbas, no que foi, segundo os palestinos, a primeira chamada de Obama após a posse a um líder estrangeiro. "Nós acreditamos que esses dois telefonemas, em 24 horas, mostram o compromisso da nova administração em não perder tempo e a importância que ela dá à questão", acrescentou Rudeina.Hillary, em seu primeiro dia de trabalho como secretária de Estado americana, também disse que tentará revitalizar o serviço diplomático dos EUA para assegurar os interesses globais do país. "Eu acredito de verdade que essa é uma nova era para a América", ela disse a centenas de diplomatas e funcionários na entrada do Departamento de Estado. "A diplomacia e o desenvolvimento são ferramentas essenciais para alcançar os objetivos de longo prazo dos Estados Unidos", declarou. Steve Kashkett, um líder sindical dos trabalhadores do Departamento de Estado, disse a Hillary que as pessoas estavam "emocionadas por ter você aqui". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.