Hillary vai ao Oriente Médio discutir acordo de paz

A secretária de Estados norte-americana, Hillary Clinton, vai desembarcar no Oriente Médio no domingo para se reunir com líderes israelenses e palestinos numa tentativa de reativar as conversações de paz, informou um funcionário israelense hoje.

AE, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 18h17

Hillary vai se encontrar com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu em Jerusalém e com líderes árabes no Marrocos, disse o funcionário à agência France Presse em condição de anonimato. Ela também deve se reunir com o presidente palestino Mahmud Abbas em Ramallah, na Cisjordânia.

O enviado do governo dos Estados Unidos para o Oriente Médio, George Mitchell, deve chegar a Israel na quinta-feira para reuniões preparatórias com Netanyahu e o ministro da Defesa Ehud Barak, bem como com funcionários palestinos.

Sem avanços

Na semana passada, Hillary apresentou ao presidente Barack Obama um relatório pessimista sobre os esforços do governo para conseguir a paz no Oriente Médio.

O presidente fez da questão a pedra angular de sua política externa. Obama tem tentado fazer com que Netanyahu concorde em congelar a expansão dos assentamentos na Cisjordânia e fazer com que os palestinos tomem medidas para melhorar a segurança israelense.

A situação fica mais complicada por causa das divisões entre os palestinos, principalmente entre o Fatah, de Abbas, que controla a Cisjordânia, e o grupo militante Hamas, que governa a Faixa de Gaza.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.