Holanda anuncia que banirá o uso do véu islâmico

No rastro da França, a Holanda anunciou ontem que irá banir o uso do hijab. A alegação é a de que o véu islâmico contraria o estilo de vida e a cultura do país. "Usar roupas que cubram completa ou parcialmente o rosto está em desacordo com a vida pública", declarou o governo, em nota oficial. No mesmo dia, o primeiro-ministro, Mark Rutte, anunciou leis mais duras para imigrantes e exilados. Os que buscam nacionalidade holandesa terão de apresentar comprovante de renda e provar que não receberam ajuda financeira do governo por pelo menos três anos. As novas medidas foram influenciadas pelo político de extrema direita Geert Wilders, líder do Partido da Liberdade, o terceiro maior do Parlamento holandês. / AP

, O Estado de S.Paulo

17 Setembro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.