Holanda anuncia retomada de medidas restritivas contra a covid-19

Holanda anuncia retomada de medidas restritivas contra a covid-19

Máscaras voltam a ser exigidas na maioria dos espaços públicos; passaportes de vacina devem ser apresentados para acessar espaços como museus e restaurantes

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2021 | 18h20

AMSTERDAM - A Holanda está retomando medidas contra o coronavírus, incluindo o uso de máscara em espaços públicos, para combater o aumento de casos da doença, informou o primeiro-ministro, Mark Rutte, nesta terça-feira, 2. "As infecções e as internações hospitalares estão aumentando rapidamente", disse o premiê em entrevista coletiva.

O governo reintroduziu uma regra de distanciamento social de 1,5 metro e expandiu a exigência de apresentação de passaportes de vacina em locais como museus e varandas de restaurantes. As pessoas também estão sendo aconselhadas a trabalhar em casa pelo menos metade da semana e a evitar viagens em altas temporadas.

Rutte afirmou que as máscaras agora serão exigidas em lojas, salões de beleza e casas de massagem, e que devem continuar sendo utilizadas no transporte público, onde já eram obrigatórias, embora antes pudessem ser retiradas nas estações ou plataformas. As trabalhadoras do sexo na Holanda, onde a prostituição é legal, continuarão a ser isentas da regra.

A aplicação dessas medidas torna a Holanda um dos primeiros países da Europa Ocidental a restabelecer restrições anticovid, menos de dois meses após a flexibilização das regras. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.