Holanda aprova deportação de mais de 26.000 estrangeiros

A Câmara holandesa aprovou medida que autoriza a expulsão de mais de 26.000 pessoas que entraram com pedido de asilo político no país. A aprovação gerou protestos de partidos políticos de esquerda e de grupos de direitos humanos. O medida agora deverá ser analisada e votada pelo Senado.O porta-voz do Serviço de Imigração holandês, Martin Bruinsma, explicou que a medida foi votada graças à união de deputados do partido conservador, que detém o poder na Holanda, com vários partidos nanicos de extrema direita. Os opositores Partido Trabalhista, Partido Socialista e Partido Verde votaram contra.Mais de 26.000 expatriados solicitaram asilo político na Holanda entre 1999 e 2001. Eles tiveram seus pedidos negados e esgotaram as apelações na Justiça. A media parlamentar põe um fim ao caso.Em uma carta aberta na qual critica o Ministério da Justiça, o grupo Human Rights Watch alerta que as deportações poderão colocar em risco a vida daqueles que serão obrigados a retornar a locais considerados inseguros, tais como Afeganistão, Somália e Chechênia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.