Holanda e Suíça confirmam casos de gripe suína

Holanda e Suíça confirmaram hoje seus primeiros casos de gripe suína. Na Suíça, o um estudante de 19 anos que foi erroneamente dispensado pelo hospital, mas posteriormente voltou ao local para tratamento, teve diagnóstico de gripe suína confirmado, informaram funcionários da saúde pública. Uma criança de três anos que retornou recentemente do México foi o primeiro caso de gripe suína registrado na Holanda, informou o governo.

AE-AP, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 10h46

O Centro Nacional de Gripe, em Genebra, confirmou a doença logo depois de o estudante suíço - que voltou de férias do México - ter sido liberado ontem, após dois dias de isolamento num hospital da cidade de Baden, norte do país. Foi o segundo contratempo na Suíça, depois de um recipiente contendo amostras de gripe suína ter estourado dentro de um trem na terça-feira. O Hospital do Cantão de Baden disse que os funcionários inicialmente interpretaram mal os resultados. Depois de um segundo teste, foi confirmado que o estudante tinha gripe suína. Ele foi então levado de volta ao hospital.

Já na Holanda, o ministro da Saúde, Ab Klink, disse que a criança está sendo tratada em casa e se recupera bem. A família também está recebendo tratamento e, segundo Klink, "medidas estão sendo tomadas para evitar que a doença se espalhe". Ele não disse quais são essas medidas. A família voltou do México na segunda-feira e a criança apresentou sintomas da doença depois de chegar em casa, disse Klink. O caso foi confirmado pelo Instituto de Saúde Pública e Meio Ambiente. A porta-voz do instituto, Coen Berends, disse que as autoridades estão verificando a saúde dos passageiros que estavam sentados perto da criança durante o voo de volta para casa.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaEuropaSuíçaHolanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.