HOLANDA TERÁ UM REI APÓS 123 ANOS

Rainha Beatriz abdica do trono aos 75 anos

O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2013 | 02h09

A rainha Beatriz, da Holanda, anunciou ontem que abdicará do trono em favor de seu filho mais velho, o príncipe Willem-Alexander. Extremamente popular, ela escolheu o dia 30 de abril - Dia da Rainha e feriado nacional - para passar o trono, que desde 1890 é ocupado por mulheres: Guilhermina (1890-1948), Juliana (1948-1980) e Beatriz (1980-2013).

Ter novamente um rei após 123 anos representa uma mudança em alguns costumes holandeses, que se despedirão da tradicional expressão "Salve a rainha" e do próprio Dia da Rainha - que agora passará a chamar-se Dia do Rei e será comemorado no aniversário de Willem-Alexander, dia 27 de abril.

A abdicação era esperada e tornou-se uma tradição da monarquia holandesa, que prefere realizar a transição ainda em vida. Mesmo assim, a saída de Beatriz deve causar uma comoção nacional em razão de sua popularidade. Em pronunciamento na TV, ela disse que o filho, de 45 anos, está "preparado" para assumir a coroa.

O príncipe é casado com a argentina Máxima Zorreguieta. O fato de ela ser filha do ministro da Agricultura do ditador Jorge Rafael Videla causou constrangimento na Holanda. O Parlamento só deu aval para o casamento depois que o pai, Jorge Zorreguieta, foi proibido de comparecer à cerimônia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.