EFE/Jeroen Jumelet
EFE/Jeroen Jumelet

Holandeses vão às urnas eleger novo governo em eleições parlamentares

Centro de votações permanecerão abertos até às 21h locais; Parlamento da Holanda conta com 150 deputados

O Estado de S.Paulo

15 de março de 2017 | 07h45

HAIA, HOLANDA - Os colégios eleitorais na Holanda abriram nesta quarta-feira, 15, suas portas às 7h30 locais (3h30 em Brasília) para dar início às decisivas eleições parlamentares, por meio das quais 12,6 milhões de cidadãos elegerão o futuro governo.

Os mais de 10 mil centros de votação em todo o país permanecerão abertos até às 21h locais (17h em Brasília), quando terá início a apuração.

Espera-se que ao longo do dia pesquisas de boca de urna sejam divulgadas. Cerca de meia hora após o fechamento dos colégios, deve haver um anúncio sobre os resultados provisórios.

O temor de uma possível influência nas eleições de hackers russos forçou o governo holandês a evitar que os computadores sejam conectados à rede, e a apuração dos votos será realizada manualmente.

Com isso, o anúncio definitivo vai atrasar em comparação às outras eleições, mas mesmo assim o resultado deve ser divulgado ainda nesta quarta-feira.

No pleito deste ano participam 28 partidos políticos de diferentes ideologias, embora apenas os 13 primeiros receberão um número significativo de votos.

O Partido da Liberdade (PVV), do ultradireitista Geert Wilders, ao lado do Partido Popular da Liberdade e Democracia (VVD), do primeiro-ministro Mark Rutte, concorrem às eleições como os maiores grupos nas pesquisas de intenção de voto.

Atrás deles estão Democratas 66 (D66), GroenLinks, Partido do Trabalho (PdvA) e Apelo Democrata-Cristão (CDA).

O Parlamento holandês tem 150 deputados e para governar, é necessário, no mínimo, 76 cadeiras. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
HolandaeleiçõesParlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.