Hollande celebra 100 anos da 1ª Guerra Mundial

O presidente da França, François Hollande, celebrou o 100º aniversário da Primeira Guerra Mundial neste domingo, com um apelo para que ambos os lados no conflito de Gaza esqueçam as animosidades, assim como a França e a Alemanha fizeram.

AE, Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2014 | 14h20

Em um discurso inflamado em Vieil Armand, na Alsácia, Hollande prestou homenagem aos que perderam a vida depois que a Alemanha declarou guerra à França em 3 de agosto de 1914. Mas ele lembrou que os antigos inimigos, França e Alemanha, deixaram de lado suas diferenças para pavimentar o caminho para paz e pediu que outros façam o mesmo.

"A história da França e da Alemanha mostra que a vontade pode sempre triunfar sobre o fatalismo e as pessoas que foram consideradas como inimigos hereditários podem, em poucos anos, se reconciliar", disse.

Hollande pediu ao mundo que tomem a natureza duradoura das relações franco-alemãs como uma lição de pacificação. Ele disse que as potências mundiais devem procurar impor um cessar-fogo em Gaza "para dar um fim ao sofrimento da população civil".

O presidente alemão, Joachim Gauck, se juntou ao líder francês para a cerimônia. Esta foi a primeira participação de um chefe de Estado da Alemanha no evento. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaGuerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.