Hollande convoca reunião após suposta espionagem pelos EUA

Fontes do governo francês informaram que a reunião serviria para "avaliar a natureza" dos documentos

O Estado de S. Paulo

23 de junho de 2015 | 19h53

PARIS - O presidente da França, François Hollande, deverá se reunir na manhã desta quarta-feira com conselheiros de defesa, após circularem na imprensa informações de que ele e dois de seus antecessores teriam sido espionados pela Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

Documentos publicados hoje pelo WikiLeaks e duas publicações francesas descrevem suposta vigilância de deliberações e conversas internas de Hollande, assim como dos ex-presidentes franceses Nicolas Sarkozy e Jacques Chirac.

Fontes do governo francês informaram que a reunião serviria para "avaliar a natureza" dos documentos revelados e "tirar conclusões úteis".

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos disse que não "comentaria alegações de inteligência específicas" e acrescentou que os EUA só conduzem vigilância externa quando "há um propósito de segurança nacional específico e validado". / Dow Jones Newswires

Tudo o que sabemos sobre:
FRANÇAEUAESPIONAGEM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.