Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Hollande diz que Alemanha não pode decidir pela Europa

'A eleição marcará uma reviravolta na Europa', disse o candidato

AE, Agência Estado

26 de abril de 2012 | 20h58

PARIS - O candidato do Partido Socialista (PS) da França à presidência, François Hollande, disse nesta quinta-feira, 26, que as eleições francesas marcarão uma reviravolta na direção de austeridade na União Europeia (UE) e prometeu começar duras negociações com a Alemanha em como aplicar medidas de estímulo ao crescimento econômico, caso seja eleito em 6 de maio.

Veja também:

link Le Pen aguarda resposta de Sarkozy para definir apoio

link Celebração do primeiro de Maio vira batalha eleitoral na França

link Salto à direita faz Sarkozy perder apoio do centro

"A Alemanha não pode decidir sozinha para o conjunto da Europa", disse Hollande à televisão francesa. "Muitos países esperam pela decisão francesa....a eleição marcará uma reviravolta na Europa", disse o candidato socialista, que lidera as pesquisas de intenção de voto.

Os comentários de Hollande foram feitos poucas horas após a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, ter repetido sua oposição a que o pacto de austeridade fiscal seja renegociado. Merkel apoia abertamente o rival de Hollande, o presidente Nicolas Sarkozy, que tenta a reeleição. Segundo Merkel, o tratado de austeridade, assinado por 25 dos 27 países da UE, "não é renegociável".

Nesta quinta-feira, o Instituto CSA publicou uma pesquisa que mostra que Hollande continua a liderar a intenção de voto para 6 de maio, embora a diferença entre ele e Sarkozy tenha diminuído. A pesquisa foi feita entre 24 e 25 de abril, após o primeiro turno, que aconteceu no dia 22. A pesquisa indica que 54% dos eleitores pretendem votar em Hollande, enquanto 46% votariam em Sarkozy se as eleições fossem hoje. Na pesquisa anterior, feita em 22 de abril, Hollande tinha 56% das intenções de voto, enquanto Sarkozy tinha 44%. A pesquisa entrevistou 1.121 eleitores.

As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.