AFP PHOTO / bertrand GUAY
AFP PHOTO / bertrand GUAY

Hollande foi um presidente ruim para cerca de 70% dos franceses

Política econômica e social do presidente socialista é a área mais criticada na pesquisa do instituto Odoxa; por outro lado, ele tem 54% de apoio em suas iniciativas para combater o terrorismo e a insegurança

O Estado de S.Paulo

06 Abril 2017 | 11h48

PARIS - Cerca de 70% dos franceses consideram que o socialista François Hollande foi um presidente ruim, sobretudo por sua política econômica e social, segundo uma pesquisa do instituto Odoxa publicada nesta quinta-feira, 6, pela emissora "France Info" a cinco semanas do fim de seu mandato.

Perto de 83% das pessoas interrogadas têm uma opinião negativa da ação do chefe do Estado concretamente no campo econômico e social, e essa visão negativa é majoritária (59%) até mesmo entre os que se declaram simpatizantes socialistas.

Os resultados são claramente diferentes no terreno da luta contra o terrorismo e a insegurança, já que nestas áreas ele recebe o apoio de 54% dos franceses. Igualmente, 54% dos cidadãos concordam com as reformas sociais que Hollande realizou, como a legalização do casamento homossexual, embora neste caso haja uma clara fratura segundo o posicionamento ideológico (86% dos simpatizantes socialistas lhe dão o sinal verde, mas somente 28% dos eleitores da direita).

Hollande - que não vai concorrer à reeleição nas votações de 23 de abril (primeiro turno) e de 7 de maio (segundo turno) - é o presidente que manteve no tempo em que ocupou o Palácio do Eliseu a impopularidade mais elevada na história da 5ª República.

Seu antecessor, o conservador Nicolas Sarkozy, também teve longos períodos de forte impopularidade. Em maio de 2011, a um ano do fim de seu mandato de cinco anos, 73% das pessoas entrevistadas julgavam sua gestão do país como ruim. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.