Reuters
Reuters

Hollande: Precisamos fazer o possível para que a Grécia continue na zona do euro

O presidente da França acredita que a necessidade de estabilidade do bloco europeu é a razão para que a Grécia chegue a um acordo

O Estado de S. Paulo

21 de junho de 2015 | 12h33

O presidente da França, François Hollande, afirmou que é preciso fazer o possível para manter a Grécia na zona do euro. Hollande disse que "se os gregos deixarem a zona do euro, não será positivo nem para os gregos e nem para os europeus". O líder fez essas declarações a jornalistas após reunião com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

"Precisamos de estabilidade", especialmente agora que grande parte da Europa está começando a se recuperar economicamente, afirmou Hollande. Segundo ele, "é por essa razão que precisamos chegar a um acordo" entre a Grécia e seus credores. Nesta segunda-feira, será realizada em Bruxelas uma reunião de cúpula de líderes da zona do euro para discutir a situação da Grécia.

Renzi disse que os líderes europeus estão trabalhando para "chegar a um acordo (com relação à Grécia) nas próximas horas".

Mais cedo, uma fonte do governo grego informou que o premiê grego Alexis Tsipras apresentou uma nova proposta ao presidente da França, François Hollande, à chanceler alemã, Angela Merkel e ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Segundo a fonte, Tsipras teria apresentado "uma proposta de acordo que beneficiaria a todos os lados e que deve fornecer uma solução permanente ao problema. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciadívidaFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.