Homem absolvido por terrorismo é mantido preso nos EUA

Os advogados de Sameeh Hammoudeh, que foi absolvido das acusações de fazer parte de uma célula terrorista em Tampa, na Flórida, acusaram o governo dos EUA de mantê-lo preso ilegalmente. O processo movido pelos advogados na quarta-feira em um tribunal federal destaca que a detenção de Hammoudeh é arbitrária e não se justifica legalmente, de acordo com informação publicada nesta quinta-feira pelo jornal The Tampa Tribune. O documento denuncia que o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos enganou os advogados de Hammoudeh ao suspender as visitas com o argumento de que a deportação do detido era iminente. Mas os papéis para o procedimento não chegaram ao conhecimento dos advogados de Hammoudeh. O homem foi declarado inocente de todas as acusações de terrorismo apresentadas por um júri em dezembro de 2005. Mas foi acusado, posteriormente, de um caso de fraude que não estava ligado às acusações de fazer parte de um célula terrorista e desde então continua preso à espera da deportação. A esposa de Hammoudeh, Nadia, que também foi processada por fraude, foi deportada em fevereiro passado.

Agencia Estado,

09 Março 2006 | 16h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.