Marie Laguerre / Facebook
Marie Laguerre / Facebook

Homem acusado de agredir mulher em vídeo que viralizou na França é detido

Suspeito abordou jovem na rua, a assediou e agrediu; imagens foram registradas por câmeras de segurança de estabelecimento próximo

O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2018 | 13h35

PARIS - Um homem suspeito de ter agredido uma mulher em uma rua de Paris, em julho, foi detido na noite da segunda-feira 27. A vítima havia divulgado o vídeo da agressão, que se espalhou pelas redes sociais. 

Marie Laguerre, de 22 anos, usou o Facebook para relatar como um homem a havia abordado com "ruídos/comentários/assobios/movimentos de língua sujos de uma forma humilhante e provocadora".

"Eu não tolero este tipo de comportamento. Não posso ficar calada, e nós não podemos mais nos calar", escreveu. Segundo ela, o homem jogou-lhe um cinzeiro, seguiu-a e "a agrediu na cara no meio da rua, à luz do dia, diante de dezenas de testemunhas". 

A publicação foi compartilhada junto do vídeo, registrado por uma câmera de vigilância do bar que fica em frente ao lugar onde a agressão aconteceu.

O vídeo viralizou e Marie foi entrevistada por vários jornais franceses e da imprensa internacional. Com o apoio de militantes feministas, ela lançou a plataforma on-line "Nous Toutes Harcèlement" (Somos todos assediados) para que outras mulheres possam dar seu depoimento, se forem assediadas ou agredidas nas ruas.

No início deste mês, o Parlamento francês aprovou uma lei contra a violência contra as mulheres, instaurando o crime de "ultraje sexista" por assédio nas ruas, passível de pesada multa. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.