AP
AP

Homem acusado de enviar cartas com veneno é indiciado nos EUA

Americano Paul Kevin Curtis foi preso pelo FBI na quarta-feira; uma das correspondências estava endereçada a Obama

18 de abril de 2013 | 15h16

WASHINGTON - O americano Paul Kevin Curtis, de 45 anos, foi indiciado nesta quinta-feira, 18, por ter enviado cartas com veneno endereçadas ao presidente Barack Obama e outras autoridades norte-americanas pelo correio. Curtis, preso quarta-feira pelo FBI, deve comparecer nesta tarde a um tribunal do Mississippi.

O chefe da polícia do Senado, Terrance Gainer, afirmou que testes confirmaram a presença do veneno ricina nas cartas.

O FBI interceptou a carta endereçada a Obama ma terça-feira, no setor de triagem de correio da Casa Branca. No mesmo dia, um envelope foi enviado ao senador republicano Roger Wicker e também continha a substância letal ricina.

Na quarta-feira, o FBI disse que o envio das cartas não tinha relação com o atentado em Boston, que matou três pessoas na segunda-feira 15./AP

 
Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaEUAcartasricina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.