Lillian Suwanrumpha / AFP
Lillian Suwanrumpha / AFP

‘Homem-Aranha francês’ escala prédio de Hong Kong para colocar ‘bandeira da paz’

Alain Robert explicou que sua ação era ‘um apelo urgente a consultas’ entre a população do território e o governo chinês

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2019 | 06h30

HONG KONG - O “Homem-Aranha francês” Alain Robert escalou na manhã desta sexta-feira, 16, um prédio de Hong Kong para colocar uma "bandeira da paz", no momento em que a antiga colônia britânica enfrenta protestos quase diários por mais democracia.

Robert, de 57 anos e especialista em escalar prédios, chegou pela fachada ao 68.º andar do Cheung Kong Center, em um bairro financeiro da cidade.

Durante a escalada, ele abriu a bandeira onde havia duas mãos se cumprimentando, que representaria China e Hong Kong.

Antes da escalada, o francês explicou que sua ação era "um apelo urgente a consultas" entre a população de Hong Kong e o governo chinês.

As manifestações no território, que levam milhares de pessoas às ruas, começaram em razão de um projeto de lei que permitiria extradições à China, mas foram ampliadas para a defesa das liberdades democráticas e contra a influência de Pequim no território. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.