Thomas Samson/AFP
Thomas Samson/AFP

'Homem-Aranha francês' escala torre de 48 andares em apoio a protesto contra reforma da Previdência

Alpinista Alain Robert é conhecido por não usar equipamentos de proteção e já escalou mais de 100 estruturas

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2020 | 18h09

PARIS - Alain Robert, o alpinista que não usa equipamentos e é conhecido como o “Homem-Aranha francês”, escalou nesta segunda-feira, 13, a Torre Total, um arranha-céu de 48 andares em Paris, para mostrar apoio ao trabalhadores em greve contra os planos de reforma da Previdência do governo.

Robert, de 57 anos, se postou com os braços erguidos depois de chegar ao teto da torre de 187 metros de altura, erguida no distrito comercial de La Défense.

Ele já escalou mais de 100 estruturas, incluindo a ponte Golden Gate de San Francisco e o edifício mais alto do mundo, o Burj al Khalifa, de Dubai. Esta é a nona vez que ele sobe a torre da Total.

Robert muitas vezes escala sem permissão, e foi preso em diversas ocasiões. Ele não usa equipamento de proteção e escala somente com as mãos, calçados de alpinismo e uma sacola de giz em pós para enxugar o suor.

Há mais de um mês a França testemunha greves e protestos contra a investida do presidente Emmanuel Macron para simplificar o sistema previdenciário. /Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.