Homem ataca mulheres com faca de cozinha e deixa 6 feridas na China

Depois de apunhalar as mulheres, homem se jogou de prédio; país sofre onda de ataques similares

Reuters,

17 Maio 2010 | 17h29

PEQUIM- Um homem atacou seis mulheres com uma faca de cozinha antes de se suicidar pulando de um edifício, informou nesta segunda-feira, 17, a imprensa chinesa. Este é o mais recente incidente em uma onda de ataques semelhantes que alarmaram a população do país.

 

As mulheres foram feridas no domingo, perto de um mercado lotado em Foshan, cidade na província do sul de Guangdong, segundo o jornal Guangzhou Daily, periódico oficial da capital provinciana. Nenhuma das vítimas morreu.

 

O jornal citou uma fonte que afirmou que o homem, de cerca de 20 anos, apunhalou as mulheres com a faca no pescoço, ombros e peito antes de fugir subindo escadas.

 

"Ante os olhos da multidão estupefata, se jogou de um edifício de três andares e morreu na hora", disse o jornal.

 

Diferenciando-se de outros recentes ataques com facas na China, o de domingo não parecia ser dirigido a crianças.

 

Uma série de ataques a escolas chinesas deixou um total de 27 mortos e 80 feridos desde março, provocando pressões para uma maior proteção aos estudantes e preocupações com o mal-estar social visto por trás do rápido crescimento econômico da China.

 

De acordo com especialistas, os reportes da imprensa sobre os ataques elevam o risco de imitações, e que esse último incidente bem poderia ser uma delas.

 

Cinco das mulheres devem permanecer no hospital. Duas estão gravemente feridas.

 

Um chinês que apunhalou 29 crianças e três professores recebeu pena de morte depois de um julgamento no fim de semana, logo após o governo ter prometido "atar fortemente" o problema, tentando aliviar o alarme público.

Mais conteúdo sobre:
ataque faca suicídio China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.