AFP
AFP

Homem é morto após atacar soldados com uma faca em Bruxelas

Autoridades locais disseram se tratar de um ato de terrorismo; militares ficaram levemente feridos

O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2017 | 16h47
Atualizado 10 Setembro 2018 | 16h00

BRUXELAS - Um homem foi baleado e morto no centro de Bruxelas nesta sexta-feira, 25, após atacar dois soldados com uma faca, segundo noticiou a rede RTBF. Os militares revidaram e o homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Os soldados ficaram levemente feridos, um deles na face e outro, na mão. 

"Com a identidade que temos atualmente trata-se de um homem de 30 anos que não é conhecido por atividades terroristas", afirmou uma porta-voz do Ministério Público.  No entanto, as autoridades locais disseram ter se tratado de um ato de terrorismo. 

O incidente ocorreu no Boulevard Emile Jacqmain, por volta de 20h20 (horário local). "Todo o nosso apoio aos militares. Nossos serviços de segurança devem continuar atentos", escreveu no Twitter o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel.  

Além de policiais, soldados têm patrulhado as ruas de Bruxelas dado ao alto nível de ameaça terrorista que o país está após uma sequência de ataques em Paris e na própria capital belga em 2015 e 2016. Em junho, tropas atiraram e mataram um suicida na estação central de trem de Bruxelas que planejava detonar seus explosivos, o que causaria um grande número número de mortes. O incidente foi tratado pelas autoridades como terrorismo. / Reuters e Ansa 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.