Homem avança com o carro contra a Grande Mesquita de Meca

Homem avança com o carro contra a Grande Mesquita de Meca

Guardas se lançaram sobre o motorista, cujo carro atravessou duas barreiras antes de colidir com uma das entradas ao sul da mesquita

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2020 | 10h58

RIAD - Um saudita avançou com seu carro contra a Grande Mesquita de Meca e bateu em uma das portas do local mais sagrado do Islã na noite de sexta-feira, na região oeste da Arábia Saudita, anunciaram as autoridades. O atípico incidente não deixou feridos, segundo o porta-voz da região de Meca, Al Dusary.   

Os guardas se lançaram sobre o motorista, cujo carro atravessou duas barreiras antes de colidir com uma das entradas ao sul da mesquita, segundo autoridades da cidade sagrada e vídeos postados nas redes sociais.

Como pode ser visto nas imagens, homens da segurança isolam a área e retiram dezenas de peregrinos que estavam nos portões da mesquita para, posteriormente, retirar o carro.

As autoridades não identificaram o homem, mas afirmaram que ele parecia em um "estado anormal". O motorista foi levado preso e será apresentado em uma audiência com um juiz.

No início de outubro, a Arábia Saudita autorizou os fiéis a rezar na grande mesquita, após uma interrupção de sete meses devido à pandemia de covid-19 e permitiu que 15 mil muçulmanos praticassem, a cada dia, a umrah, conhecida como a peregrinação menor à Meca.

A umrah, que pode ser realizada a qualquer momento do ano, foi suspensa em março devido à pandemia.

A Arábia Saudita organizou no fim de julho a peregrinação anual à Meca (o hajj), mas muito limitada. Apenas 10 mil muçulmanos residentes no país foram autorizados a participar, longe dos 2,5 milhões de fiéis que participaram no rito em 2019./AFP e EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.