Homem-bomba ataca complexo presidencial na Somália

Um homem supostamente ligado à Al-Qaeda se explodiu hoje no interior do complexo onde está localizado o palácio presidencial em Mogadiscio, capital da Somália, informou um integrante da segurança do governo à agência France Presse. Não há informações sobre mortos ou feridos. O ataque ocorreu quando um comboio da missão da União Africana (UA) estava entrando no complexo.

AE, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 14h40

"Um homem que, acredita-se que pertencia ao Al-Shabab, conseguiu entrar no complexo presidencial. Ele passou o primeiro portão, mas os soldados da AMISON (Missão da União Africana na Somália) abriram fogo", disse o segurança em condição de anonimato, referindo-se ao grupo inspirado na Al-Qaeda. "Ele foi atingido antes de chegar ao segundo portão e detonou seu colete com explosivos", informou o segurança. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.