Homem-bomba invade comitê de Hillary

Um homem com uma suposta bomba atada ao corpo invadiu ontem às 13 horas locais o escritório de campanha da pré-candidata democrata à Casa Branca Hillary Clinton em Rochester, New Hampshire, e tomou duas pessoas como reféns. Segundo testemunhas, ele exigia falar com Hillary, que não estava na cidade. Após seis horas de negociações, o seqüestrador, identificado como Leeland Eisenberg, libertou os reféns e se entregou à polícia. Eisenberg é conhecido das autoridades de Rochester e tem um histórico de doenças mentais. Hillary disse que ficou feliz por seus funcionários e voluntários terem saído ilesos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.