Homem-bomba mata 45 pessoas em cidade do Iêmen

O ataque de um homem-bomba matou pelo menos 45 pessoas e feriu dezenas na cidade iemenita de Jaar durante a madrugada, disse o Ministério da Defesa, no ataque mais sangrento desde a declaração de vitória do Exército sobre os militantes muçulmanos, em junho.

Reuters

05 de agosto de 2012 | 17h38

O grupo islâmico Ansar al-Sharia reivindicou a responsabilidade pelo ataque, que teve como alvo um grupo de combatentes tribais, em resposta à aliança firmada com o Exército do Iêmen durante uma ofensiva contra militantes na província de Abyan, no sul do país.

"Essa foi uma operação preliminar. A próxima será maior", afirmou à Reuters, por telefone, um homem que se identificou como porta-voz da Ansar al-Sharia.

O ataque realçou a duradoura ameaça da militância islâmica no Iêmen e pode causar reação de Estados Unidos e Arábia Saudita, que veem cada vez mais o empobrecido Estado como prioritário na guerra contra a Al Qaeda e suas afiliadas.

(Reportagem de Mohammed Mukhashaf)

Tudo o que sabemos sobre:
IEMENATAQUEMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.