Homem-bomba mata cinco soldados no Sri Lanka

Um homem-bomba, supostamente membro dos rebeldes tâmeis, matou pelo menos cinco soldados e deixou outros dois feridos num posto de vigilância próximo à capital do Sri Lanka. Segundo um porta-voz militar, o suicida forçou a passagem pelo posto da Defesa Civil em Wattala, cidade próxima a Colombo, capital do Sri Lanka. O porta-voz culpou o grupo separatista Tigre Tâmil, mas ninguém assumiu a autoria do atentado. Os atentados suicidas no Sri Lanka costumam ser atribuídos ao grupo, que desde 1983 luta por um Estado independente para a minoria tâmil, num conflito que já matou mais de 70 mil pessoas. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.