Homem-bomba muda de idéia e se entrega na Cisjordânia

Um adolescente palestino que mudou de idéia quando a explodir a si mesmo em Jerusalém causou pânico numa delegacia palestina, onde entrou em busca de ajuda, dizem autoridades. Agentes de segurança palestinos disseram que o rapaz entrou na delegacia e despiu a jaqueta - revelando um colete explosivo com um detonador no colarinho. Temendo que o jovem estivesse prestes a se matar ali mesmo, cinco agentes correram em todas as direções, gritando para o rapaz, que aparentava 14 anos mas que, soube-se depois, já tem 18. Pouco depois, um especialista chegou e desarmou a bomba. O garoto, cujo nome não foi revelado, disse às autoridades que havia sido recrutado pela Jihad Islâmica e que deveria cometer o atentado em Jerusalém. No caminho, porém, começou a nutrir dúvidas. ?Ficava pensando em mim, na minha família e, para ser honesto, não quero morrer?, teria dito, segundo um dos agentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.