Homem coloca fogo em creche e mata três crianças

Pelo menos três crianças de cinco anos morreram nesta segunda-feira, e outras 13 - além de um professor - ficaram feridas depois de um homem atear fogo com gasolina em um sala de aula de uma creche em Henan, no centro do país. O atentado ocorreu às 9h (horário local), quando o principal suspeito pelo crime - um camponês de 19 anos, identificado como Bai Ningyan - entrou em um creche da localidade de Shiguan, pertencente à cidade de Gongyi. Em seguida, carregando um galão de gasolina, o homem jogou o líquido em uma sala onde estavam 21 crianças, ateou fogo ao local, e fechou a porta.Duas das crianças morreram no incêndio, enquanto a terceira morreu após ser levada a um hospital. Os quatorze feridos sofreram queimaduras, algumas de primeiro grau, e estão recebendo tratamento em diferentes hospitais locais.O piromaníaco fugiu correndo do local do crime e está sendo procurado pela polícia, que abriu uma investigação e distribuiu retratos falados do camponês.Nos últimos anos ocorreram na China diversos ataques contra creches e escolas. O último, em outubro de 2005. Naquela ocasião, 16 crianças e dois adultos sofreram ferimentos de bala quando um homem entrou armado e disparou em uma escola primária da província de Anhui, no leste do país.No ano anterior, um homem invadiu uma escola primária de Panshi, no norte do país, e atacou com uma faca crianças de cinco anos de idade. Depois, tentou se suicidar. As vítimas sofreram apenas ferimentos leves. De acordo com o fontes da polícia, tais agressões são geralmente praticados por pessoas com desequilíbrios mentais, marginais, ou desempregados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.