Homem com coração artificial passa bem

Os médicos que implantaram um coração artificial em um homem há duas semanas disseram hoje estar satisfeitos com a boa evolução de seu paciente. A equipe médica já o retirou várias vezes do aparelho de respiração artificial ao qual está conectado. O homem, de 50 anos, ainda não está suficientemente forte para respirar por si mesmo o dia todo. O doutor Robert Dawling informou que a família do paciente está muito satisfeita com o fato de sua identidade não ter sido divulgada. Ele sofre de diabetes e tem um histórico de problemas cardíacos que o impediram de receber um transplante de coração. O coração experimental, pouco maior do que uma bola de tênis, chamado AbioCor, foi implantado no homem em 2 de julho por Dawling e por Laman Gray, ambos cirurgiões da Universidade de Louisville, no Kentucky, durante uma operação que durou sete horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.