Homem com uniforme do exército mata soldado da Otan

Um homem vestindo uniforme do exército do Afeganistão atirou e matou um membro das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), informou a coalizão liderada pelos Estados Unidos. O incidente foi um de uma série de ataques que deixaram ao menos nove pessoas mortas no país entre ontem e hoje, incluindo dois outros servidores de tropas estrangeiras.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2011 | 11h09

O atirador fugiu e ainda não se sabe se ele é um membro do exército afegão ou um militante disfarçado. Insurgentes frequentemente se disfarçam para se infiltrar nas duramente protegidas bases militares afegãs e atacar forças internacionais e do governo. Mas desde março de 2009 a coalizão registrou mais de 20 incidentes nos quais soldados e policiais atacaram seus próprios colegas, às vezes por causa de tensões inflamadas ou por causa de simpatia pelo Taleban.

De acordo com a Otan, buscas pelo criminoso estão sendo feitas. A organização também informou a morte de dois outros homens a seu serviço, um em uma explosão de bomba no sul do Afeganistão hoje e outro em um ataque insurgente no oeste do país ontem. Essas mortes elevaram para 30 o número de soldados internacionais que morreram no Afeganistão neste mês até agora, incluindo ao menos 14 norte-americanos.

Também no oeste do país, insurgentes emboscaram uma patrulha do exército afegão e mataram ao menos seis soldados, segundo o Ministério da Defesa. O porta-voz do ministério, Zahir Azimi, afirmou que outros 10 soldados foram feridos em um tiroteio. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtanmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.