Homem comete massacre em universidade do Azerbaijão

Até 10 pessoas podem ter sido mortas, após discussão de estudantes

Efe,

30 de abril de 2009 | 04h58

Um desconhecido matou um número indeterminado de pessoas ao abrir fogo contra estudantes e professores da Universidade do Petróleo de Baku (Azerbaijão) nesta quinta-feira, 30. O edifício da Universidade foi cercado em seguida por agentes da Polícia, informa a imprensa local.

 

Segundo as primeiras informações locais, até 10 pessoas podem ter sido mortas, e outras várias ficaram feridas. Por sua vez, a emissora de TV ANS diz que 7 morreram e 15 sofreram ferimentos no ataque.

 

Segundo algumas testemunhas, tudo começou com uma ferrenha discussão entre vários estudantes no pátio da universidade. Em seguida um deles sacou uma pistola, disparou contra demais, entrou no prédio e prosseguiu com massacre.

 

Parte da imprensa local informa que o desconhecido se suicidou após perceber que estava cercado pela polícia. Já o site Trend News afirma que ele foi morto pelos agentes.

 

O ministro do Interior azerbaijano, Ramil Usubov, foi à universidade para liderar a investigação.

Tudo o que sabemos sobre:
Azerbaijãomassacreuniversidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.