"Homem do gelo" comeu carne de veado antes de morrer

"Otzi", o homem congelado que tem mais de 5.000 anos e foi achado nos Alpes, comeu cereais e carne de veado em sua última refeição, antes de ser morto por caçadores rivais, disseram nesta segunda-feira pesquisadores italianos da Universidade de Camerino. Sua penúltima refeição consistiu de cereais, vegetais e carne de veado, de acordo com análises genéticas de restos alimentares encontrados em seu intestino.O informe traz um panorama vívido dos últimos dias do viajante da Idade da Pedra e lançaria luz sobre quem foi e como morreu, escrevem os pesquisadores, liderados por Franco Rollo, em estudo publicado na edição desta segunda da Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).Eles analisaram o conteúdo de seu intestino grosso e delgado e acharam pedacinhos de músculo de um tipo de veado, assim como resíduos de cereais. Também encontraram pólen, o que sugere que Otzi passou algum tempo em um bosque antes de morrer.Seu corpo congelado foi achado nos Alpes em 1991 e causou comoção entre os cientistas porque estava quase perfeitamente conservado. Vestia roupa de couro e fibras e portava uma tocha de cobre, arco e flechas. Posteriormente, os pesquisadores encontraram a ponta de uma flecha em seu ombro esquerdo, afastando a hipótese de que ele tivesse morrido congelado ao escalar as montanhas. Mais provavelmente, foi atacado por caçadores rivais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.