Homem é indiciado por 'pornografia extrema'

O chinês radicado em Londres Sen Luo foi indiciado e pode ser condenado à prisão pela posse de "pornografia extrema". A polícia descobriu mais de 800 vídeos no computador de Sen com imagens consideradas "revoltantes" pelos promotores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.