Homem é indiciado por 'pornografia extrema'

O chinês radicado em Londres Sen Luo foi indiciado e pode ser condenado à prisão pela posse de "pornografia extrema". A polícia descobriu mais de 800 vídeos no computador de Sen com imagens consideradas "revoltantes" pelos promotores.

O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.