Ronald Zak/AP
Ronald Zak/AP

Homem morre após atacar soldado que trabalhava na casa do embaixador do Irã em Viena

Militar tentou se defender com um spray de pimenta, mas não conseguiu desarmar o agressor; ele então sacou uma arma e disparou três vezes contra o suspeito

O Estado de S.Paulo

12 Março 2018 | 02h21
Atualizado 12 Março 2018 | 08h34

VIENA - Um homem foi morto no domingo 11 após atacar um soldado austríaco que trabalhava na segurança da residência do embaixador do Irã em Viena.

+ Homem esfaqueia três pessoas no centro de Viena, na Áustria

+ Para lembrar: Os sequestros mais famosos da história

A agência austríaca de notícias APA informou que o homem, um austríaco de 26 anos, foi baleado pelo militar depois do ataque. O incidente foi registrado por volta das 23h30 (locais).

+ Extrema-direita volta ao poder na Áustria

O soldado tentou se defender com um spray de pimenta, segundo o porta-voz da polícia de Viena, Harald Söros, mas não conseguiu desarmar o indivíduo. Depois, ele sacou uma arma e disparou três vezes contra o agressor, que morreu na hora.

O militar sofreu ferimentos nos braços e foi levado ao hospital. A polícia de Viena isolou a área e ordenou um reforço na segurança de todas as sedes diplomáticas da capital. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.