Reem Baeshen/AFP Photo
Reem Baeshen/AFP Photo

Homem é preso após ameaçar mulheres motoristas na Arábia Saudita

Muitos sauditas elogiaram o anúncio de terça-feira no qual o rei Salman suspendeu a proibição a partir do próximo ano, mas alguns expressaram confusão ou revolta após a reversão da política

O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 14h00

RIAD -  Um saudita foi preso por  ameaçar atacar mulheres motoristas, informou o Ministério do Interior, nesta sexta-feira, depois que um decreto real pôs fim à proibição de que mulheres dirigissem no país.

+Após decreto, saudita presa em 2011 por dirigir quer voltar ao volante

Muitos sauditas elogiaram o anúncio de terça-feira no qual o rei Salman suspendeu a proibição a partir do próximo ano, mas alguns expressaram confusão ou revolta após a reversão da política que tem sido apoiada por décadas por clérigos proeminentes.

O ministério saudita disse no Twitter que a polícia da província leste do reino saudita prendeu o suspeito, que não foi identificado, e o encaminhou para o promotor público.

“Eu juro por Deus, qualquer mulher cujo carro quebrar --Eu vou queimar ela e o carro dela”, disse um homem usando um tradicional robe branco, que apareceu em um curto vídeo divulgado online no início da semana.

A Reuters não pode confirmar independentemente a autenticidade do vídeo. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Arábia Saudita [Ásia] Islamismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.