Homem é preso nos EUA 36 anos após desertar na guerra do Vietnã

Ernest Johnson Jr., de 55 anos, foi preso na última quinta-feira, em Fort Worth, Texas, em uma prisão federal, por deserção militar na guerra do Vietnã, enquanto estava baseado na Carolina do Norte, na base de Lejeune. Johnson falou que desertou pois ele se opunha à guerra, disse em entrevista ao Fort Worth Star-Telegram que a guerra "foi um erro desde o primeiro dia". Ele passou as últimas três décadas entre a Califórnia, Oregon, Arizona, Indiana, Michigan e finalmente Texas, estado onde vivia com a sua namorada.Johnson está preso, sem direito à fiança, enquanto as autoridades decidem se ele será mandado para a Carolina do Norte para enfrentar as acusações na corte militar. Se for considerado culpado pela corte marcial ele poderá ser sentenciado a até três anos de reclusão, e será expulso do exército com desonras, disse o capitão Jay Delarosa, um porta-voz do exército.Em casos mais antigos de deserção, o exército tem liberado os ofensores sem processos. A namorada de Johnson, Mary Tajari, disse que ela espera por uma decisão semelhante e está surpresa pelo exército continuar perseguindo seu namorado após tanto tempo."Eles irão transportá-lo até a Carolina do Norte, perder dinheiro e usar o tempo da corte com um homem de 55 anos que está, provavelmente, morrendo de câncer na próstata?", disse Tajari. "Eu acho que isto está errado. É uma vergonha o exército estar procurando um homem por 36 anos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.