Homem invade depoimento de Blair e o chama de 'criminoso de guerra'

Ex primeiro-ministro britânico falava à comissão que investiga o caso 'News of the World'

estadão.com.br,

28 Maio 2012 | 09h07

 LONDRES - Um desconhecido interrompeu, nesta segunda-feira, 28, o depoimento do ex primeiro-ministro britânico Tony Blair perante à comissão Leveson, que investiga a ética jornalística no Reino Unido, e o chamou de "criminoso de guerra".

O homem interrompeu a gritos a sala do edifício judicial Royal Courts of Justice, e foi retirado pelos seguranças do local. O incidente ocorreu algumas horas após o início da fala de Blair à corte, sobre a relação entre meios de comunicação e políticos.

A identidade do invasor não foi revelada. Ele acusou Blair de ter levado o Reino Unido à invasão do Iraque em 2003. Dezenas de ativistas se reuniram na porta do tribunal com mensagens ao ex primeiro ministro em cartazes: "Tropas para casa", "Fora do Afeganistão", entre outras.

Com informações da AP e Efe

 
Mais conteúdo sobre:
Tony BlairNews of the World

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.