Homem invade escola e faz reféns na Grécia

Um homem armado invadiu hoje uma escola alemã na cidade grega de Tessalonica e chegou a manter três funcionários reféns. Uma hora depois, porém, ele acabou se entregando, segundo informações da polícia local. O invasor foi identificado como Constantinos Arabadzis, de 55 anos. Ele já havia entrado armado na escola três anos antes. Dessa vez, chegou a dizer que queria uma soma em dinheiro e que tinha explosivos e armas.

AE-AP, Agencia Estado

02 de dezembro de 2009 | 14h21

Centenas de alunos do ensino fundamental e médio foram retirados da escola. Ninguém ficou ferido no incidente, segundo afirmou a polícia. Não foram disparados tiros e ainda não foi divulgado se Arabadzis realmente carregava o material explosivo anunciado.

Arabadzis estava em liberdade condicional. Ele foi condenado a 19 anos de prisão em 1995 por sequestrar dois funcionários de bancos alemães. Durante outro período de liberdade condicional, em 2006, ele invadiu a mesma escola em Tessalonica por quatro horas. Na ocasião, levava uma mochila com armas, granadas de mão e explosivos.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciaescolarefénsinvasão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.