BFMTV via Reuters
BFMTV via Reuters

Homem joga pacote de farinha no candidato conservador à presidência da França

François Fillon iria pronunciar um discurso em um comício na cidade de Estrasburgo; Hollande foi vítima de ataque semelhante em 2012

O Estado de S. Paulo

06 Abril 2017 | 15h17

PARIS - Um jovem lançou nesta quinta-feira, 6, um pacote de farinha contra o candidato conservador às eleições presidenciais francesas, François Fillon, quando o aspirante iria pronunciar um discurso em um comício na cidade de Estrasburgo, nordeste da França.

Segundo mostrou o canal de televisão BFMTV, Fillon, de 63 anos, foi atingido pelo pacote de farinha quando cumprimentava seus seguidores.

O agressor, que foi rapidamente neutralizado, havia presumivelmente se infiltrado nessa região, que estava reservada às juventudes conservadoras, pois usava uma camiseta de apoio a Fillon.

O candidato conservador é acusado em uma investigação judicial por um caso de desvio de fundos públicos na atribuição de empregos supostamente fictícios a sua mulher e a dois de seus cinco filhos.

Fillon se declarou inocente e se disse vítima de um complô promovido pelo atual governo socialista.

Na França, atos contra políticos foram frequente nos últimos meses. Em março, o social-liberal Emmanuel Macron, um dos candidatos favoritos para ganhar as presidenciais, que serão realizadas em 23 de abril e 7 de maio, foi atingido por um ovo na testa enquanto visitava o Salão da Agricultura de Paris.

O ex-primeiro-ministro socialista Manuel Valls também foi vítima de ataques, primeiro com o lançamento de um pacote de farinha em dezembro e, no mês seguinte, foi esbofeteado enquanto fazia campanha para as primárias de seu partido. 

Em 2012, o então candidato e hoje atual presidente, François Hollande, também foi vítima de um "ataque de farinha". Uma mulher que alegou ser vigiada pela polícia francesa e sua vida estava "sob ameaça" jogou um saco de farinha contra o candidato. 

Ela subiu até o palco onde Hollande discursava a favor de um "contrato social" para oferecer moradias para todos. / EFE e AP 

 

Mais conteúdo sobre:
França François Fillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.