REUTERS/Stig Hedstrom
REUTERS/Stig Hedstrom

Homem mascarado mata 2 e fere outros 2 com uma espada em escola da Suécia

Policiais abriram fogo contra o agressor, que acabou morrendo no hospital; ataque aconteceu na lanchonete anexa ao colégio

O Estado de S. Paulo

22 Outubro 2015 | 08h35

ESTOCOLMO (atualizado às 12h40) - Um homem mascarado atacou professores e estudantes com uma espada em uma escola no oeste da Suécia, informou a polícia de Trollhättan nesta quinta-feira, 22. Um professor e um estudante de 15 anos morreram em razão dos ferimentos, e outras duas pessoas ficaram feridas.

Segundo a agência de notícias sueca TT, os feridos foram levados de ambulância para o hospital. “As vítimas são jovens, mas não são crianças. Algumas delas têm ferimentos graves e estão sendo operadas”, disse o chefe de comunicação do hospital, Niklas Claesson.

O médico Lars Spetz disse em uma coletiva de imprensa que o professor ferido havia sido atingido no abdômen, assim como os estudantes, que ainda foram feridos no fígado e no peito. 

Os agentes atiraram no agressor, que acabou morrendo no hospital. Os motivos que o levaram a cometer o crime ainda são desconhecidos.

Uma das alunas do colégio afirmou que quando viu o agressor armado, achou que era uma fantasia de Halloween. Um porta-voz da polícia sueca, Thord Haraldsson, disse que o suspeito batia nas portas das salas de aula e esfaqueava quem abria.

O primeiro-ministro sueco Stefan Lofven, descreveu o episódio como um "dia negro". "Meus pensamentos estão com as vítimas e com suas famílias, com os estudantes e funcionários, e com toda a comunidade que foi afetada", disse Lofven. "Nenhuma palavra pode descrever a situação pela qual eles estão passando."

O ataque aconteceu em uma lanchonete anexa à escola de Kronan, com 400 alunos e situada no bairro de Kronogarden, a cerca de 2 km do centro de Trollhättan. O colégio é o segundo maior da cidade. /REUTERS, EFE e ASSOCIATED PRESS

Mais conteúdo sobre:
ataque máscara Suécia escola espada

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.