Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Jerilee Bennett/The Gazette via AP
Jerilee Bennett/The Gazette via AP

Seis pessoas são mortas a tiros durante festa de aniversário nos EUA

Polícia americana informou que atirador seria ex-namorado de uma das vítimas; após ataque, ele tirou a própria vida

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2021 | 02h52
Atualizado 10 de maio de 2021 | 05h58

Seis pessoas morreram depois que um atirador entrou em uma festa de aniversário e abriu fogo em Colorado Springs, Colorado, nos Estados Unidos, antes de se suicidar na madrugada do Dia das Mães, anunciou a polícia no domingo. O ataque a tiros aconteceu por volta da meia-noite de domingo no Canterbury Mobile Home Park, a cerca de 13 quilômetros do centro de Colorado Springs, disse a polícia.

O atirador, que as autoridades disseram ser namorado de uma das vítimas, não foi identificado publicamente. "O suspeito, namorado de uma das vítimas femininas, dirigiu até a residência, entrou e começou a atirar nas pessoas na festa antes de tirar a própria vida", disse o comunicado divulgado pelo Departamento de Polícia de Colorado Springs. E completa: "Amigos, família e crianças estavam reunidos dentro do trailer para comemorar, quando o tiroteio ocorreu". O motivo do ataque ainda não foi determinado.

As seis pessoas mortas pelo atirador, cujos nomes e idades ainda não foram divulgados, eram adultos. Uma das vítimas estava comemorando aniversário. Nenhuma das crianças da festa ficou ferida e agora estão com parentes.

Quando a polícia chegou ao local às 00h18, encontrou o atirador, um homem adulto, que foi transportado para um hospital com "ferimentos graves". As autoridades confirmaram que ele morreu no hospital.

O ataque a tiros aconteceu na Canterbury Manufactured Home Community, um parque de trailers com cerca de 470 trailers, em que grande parte de residentes latinos no lado sudeste da cidade, perto do aeroporto de Colorado Springs, cerca de 110 km ao sul de Denver. 

O ataque a tiros no Dia das Mães na segunda maior cidade do Colorado ocorre menos de dois meses depois que o Estado foi abalado por um ataque a arma de fogo em um supermercado King Soopers em Boulder, que matou dez pessoas.

O governador Jared Polis, um democrata, disse no domingo que está de luto pelas vítimas. "O trágico ataque a tiros em Colorado Springs é devastador, especialmente porque muitos de nós estamos passando o dia celebrando as mulheres em nossas vidas que nos tornaram as pessoas que somos hoje", disse ele em um comunicado.

O prefeito de Colorado Springs, John Suthers, um republicano, prometeu uma "investigação completa" e pediu paciência do público enquanto a polícia busca respostas. Como Polis, ele disse que estava sofrendo com as famílias.

"Hoje estamos de luto pela perda de vidas e orando solenemente por aqueles que foram feridos e por aqueles que perderam familiares em um ato de violência sem sentido na manhã de domingo", disse o prefeito em um comunicado à imprensa.

O chefe de polícia de Colorado Springs, Vince Niski, disse em um comunicado que as autoridades que responderam ao chamado ficaram "incrivelmente abaladas" com o que viram no local do crime.

"As palavras são insuficientes para descrever a tragédia que aconteceu esta manhã", disse ele. "Isso é algo que você espera que nunca aconteça em sua própria comunidade, no lugar que você chama de lar."/W.POST e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.