Homem mata a tiros 3 soldados da Otan no Afeganistão

Um homem vestindo uniforme da polícia afegã matou a tiros três soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no sul do país, informou a coalizão neste domingo.

EQUIPE AE, Agência Estado

01 de julho de 2012 | 19h58

Somente neste ano houve 18 ataques de forças afegãs contra seus aliados ocidentais, que resultaram em pelo menos 26 mortes. A Otan forneceu poucos detalhes sobre o incidente e não revelou a nacionalidade das vítimas.

Um porta-voz da coalizão afirmou que o atirador foi ferido e detido após o ataque. O porta-voz disse ainda que não se sabe até agora se o atirador é um policial ou não.

A Polícia de Ordem Civil Afegã foi criada em 2006 como uma tropa de choque de elite. Um número cada vez maior de soldados afegãos está voltando suas armas contra soldados da Otan que estão ajudando o país a combater os insurgentes do Taleban.

Alguns dos ataques são reivindicados pelo Taleban, que diz ter membros infiltrados nas forças de segurança do Afeganistão, mas muitos são atribuídos a diferenças culturais e antagonismo entre os soldados afegãos e seus aliados.

A Otan tem cerca de 130 mil soldados lutando junto a 350 mil soldados afegãos contra os insurgentes liderados pelo Taleban, mas a coalizão deixará o país em 2014. A Otan deve passar o controle da segurança a forças locais até meados de 2013 e desempenhar um papel de apoio até a retirada final das tropas no ano seguinte. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoataqueOTAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.