Homem mata esposa e 4 parentes durante tiroteio nos EUA

Um homem assassinou a esposa e quatro parentes dela durante uma missa na cidade de Baton Rouge, informaram autoridades do Estado de Louisiana nesta segunda-feira. Erica Bell, de 24 anos, havia pedido uma liminar contra o marido em dezembro de 2005, afirmando que Anthony Bell a espancava ocasionalmente. "Ele estava me traindo e esta foi a maneira que encontrou de assegurar que eu não o traísse", diz ela em um depoimento. Contudo, o pedido foi negado pela Corte. Anthony Bell foi acusado de assassinar sua esposa, os avós dela, Leonard Howard, de 78 anos e Gloria Howard, de 72 anos; a tia-avó Deloris McGrew, de 68 anos e a prima, Darlene Mills, de 47 anos, segundo a polícia local.Segundo as autoridades, Bell seqüestrou a mulher e seus três filhos durante uma missa. O tiroteio na igreja começou por volta das 10 horas da manhã, horário local quase no fim do sermão.Horas depois policiais responderam à uma ligação de emergência sobre um tiroteio em uma igreja e encontraram Erica Bell morta em seu carro onde seu marido ainda permanecia segurando um bebê. Ele não resistiu à prisão. Mais tarde a polícia informou que o próprio Anthony Bell havia chamado a polícia afirmando que sua mulher havia cometido suicídio. As crianças foram encontradas sem ferimentos. A sogra de Bell, a pastora Claudia Brown, foi hospitalizada em estado grave, de acordo com informações dos policiais. "Ela está viva e deve sobreviver", disse o porta-voz da polícia, sargento Don Kelly.Claudia fundou a pequena igreja Ministério de Jesus Cristo, cuja maioria dos membros eram seus familiares. A capela divide o espaço com um antigo armazém e uma loja de instrumentos musicais em uma área comercial da cidade. A Promotoria não informou sobre a data no início do processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.