Homem mata irmão e 3 crianças antes de ser morto pela polícia no Camboja

Investigadores desconfiam que atos descontrolados de violência teriam sido motivados por uma reação adversa a um remédio contra a malária

Efe,

10 de janeiro de 2011 | 04h31

PHNOM PENH - Um homem matou seu irmão e três crianças pequenas antes de ser morto pela Polícia no nordeste do Camboja, informou nesta segunda-feira, 10, a imprensa local.

 

Os crimes aconteceram na madrugada de domingo, 9, em uma zona rural da província de Ratanakkiri, onde Kheng Kry, de 32 anos, esfaqueou, até a morte, seu irmão.

 

Ainda de madrugada, Kry foi a uma aldeia perto da fronteira com o Laos, e ali assassinou, de novo à facadas, três crianças que tinham entre três e oito anos. Não satisfeito, ainda feriu outros três moradores que cruzaram seu caminho.

 

O governador provincial, Sak Srun, explicou que a polícia tentou prender o assassino, mas ele conseguiu escapar por causa da escuridão.

Srun então ordenou aos agentes policiais que atirassem para matar e, pouco tempo depois, o assassino foi morto à tiros.

 

Ainda não se sabe o que motivou Kry a cometer esse atos de violência, mas os investigadores acreditam que pode ter sido uma reação adversa a um remédio contra a malária, uma doença endêmica na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.