Homem morre em confrontos no primeiro dia de referendo egípcio

Um homem morreu em confrontos entre as forças de segurança e apoiadores da Irmandade Muçulmana, grupo do presidente deposto Mohamed Mursi, nesta terça-feira, primeiro dia de um referendo constitucional, informaram fontes da área de segurança.

Reuters

14 de janeiro de 2014 | 09h01

Mahmoud Sayed Gomaa, de 25 anos, foi morto durante um protesto contra o referendo perto de um local de votação na província de Bani Suef, ao sul do Cairo.

O referendo é a primeira votação no Egito desde a deposição de Mursi pelo Exército, em 3 de julho, após grandes protestos contra o governo do líder islâmico.

(Reportagem de Asma Alsharif)

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOREFERENDOMORTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.