Homem preso em missa papal é identificado

O homem que apanhou e foi detido após gritar contra o governo de Cuba e o comunismo pouco antes da primeira missa do papa Bento XVI na ilha, na segunda-feira, foi identificado ontem pela dissidência do país. Segundo o ex-preso político José Daniel Ferrer, líder do grupo dissidente União Patriótica de Cuba, o manifestante é Andrés Carrión Alvarez, que "se encontra atualmente detido". "Ativistas foram entrar em contato com sua família", disse Ferrer.

O Estado de S.Paulo

31 Março 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.