Homem preso em Mumbai é policial

Apenas dois homens foram presos desde o fim dos sangrentos ataques que mataram 171 pessoas

AE-AP, Agencia Estado

06 de dezembro de 2008 | 18h22

Um dos dois homens presos por ilegalmente comprar cartões de celulares usados pelos pistoleiros nos ataques em Mumbai é um policial, Mukhtar Ahmed, que estaria em missão secreta, segundo informaram hoje oficiais de segurança. Apenas dois homens foram presos desde o fim dos sangrentos ataques que mataram 171 pessoas. Oficiais indianos culparam extremistas paquistaneses pelos ataques.   Veja também: Índia admite falhas de segurança em ataques a Mumbai Índia jamais cauterizou as feridas de 1947 Assista ao vídeo com cenas dos ataques  Imagens de Mumbai  Tauseef Rahman, que também foi preso, é acusado de comprar cartões com memória chip para celulares que armazenam informações como números de telefone, endereços e mensagem de texto. Rahman teria então vendido os cartões para Ahmed. Ambos foram presos na sexta-feira, acusados de fraude e conspiração criminal.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaatentadosprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.