Homem que atirou no Papa volta à prisão

Após oito dias em liberdade, o homem que atirou contra o Papa João Paulo II está de volta à prisão. O turco Mehmet Ali Agca, de 48 anos, foi preso nesta sexta-feira após uma apelação na justiça turca ter ordenado seu recolhimento para o cumprimento de penas pelo assassinato de um jornalista e outros crimes cometidos na Turquia.Agca não resistiu à prisão, e foi levado à delegacia central da polícia em Instambul. Câmeras de TV esperavam por ele, que chegou algemado e berrando palavras em inglês, turco e italiano. "Eu me declaro o Messias! Eu não sou o filho de Deus, eu sou o Messias", gritava Agca, que já teve ataques semelhantes no passado.De acordo com a rede de TV turca NTV, quando a polícia bateu na porta de seu apartamento Agca os recebeu: "Eu esperava por vocês", ele teria dito.Agca ficou preso por 19 anos na Itália após atirar contra o Papa em maio de 1981, além de cumprir cinco anos e meio de reclusão na Turquia pelo assassinato do jornalista Abdi Ipekci, em 1979 Em uma decisão que ultrajou muitos turcos, uma corte local ordenou sua libertação no último dia 12 sob a alegação de que Agca já havia cumprido parte da sentença durante a temporada que passou preso na Itália. Hoje a justiça turca reverteu a decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.