Homem que baleou João Paulo II pede para ser batizado

O turco Mehmet Ali Agca, o homem que disparou contra o papa João Paulo II em maio de 1981, afirmou ontem que, quando deixar a prisão, pretende se converter ao cristianismo com um batismo celebrado no Vaticano. Deportado para a Turquia depois de passar 19 anos em uma prisão italiana, Agca deverá ser solto em janeiro. Ele já havia declarado ser Jesus Cristo e o novo Messias, levantando questões sobre sua sanidade. João Paulo II encontrou-se com Agca em 1983 e o perdoou pelo atentado.

AP, O Estadao de S.Paulo

14 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.