Charles Platiau/Reuters
Charles Platiau/Reuters

Homem que fez reféns em escola da França usou arma falsa

Funcionário do governo da região disse que o revólver usado foi feito para assustar e não matar

AE, Agência Estado

10 de julho de 2012 | 14h19

PARIS - Um funcionário do governo da região de Val de Marne disse que o homem que fez reféns em um complexo escolar ao sul de Paris nesta terça-feira, 10, usou um "revólver falso". Todos os reféns foram libertados sem ferimentos e o suspeito foi detido após o incidente desta manhã.

Veja também:

link Após longa negociação, sequestrador libera reféns em escola na França

Patrick Dallennes, graduado funcionário da região, disse que "não era uma arma de fogo. Ele usou uma arma falsa com cartuchos de gás...sem capacidade para matar". Segundo ele, trata-se de um artefato "feito para assustar...mas não é muito perigoso. É uma réplica e a princípio, foi difícil dizer que era falsa".

O drama teve início quando pais deixaram seus filhos na escola. Embora seja período de férias escolares, há atividades para os alunos no local. As declarações feitas pelo acusado à polícia são incoerentes e os motivos que o levaram a fazer reféns ainda não estão claros.

Com Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.