REUTERS/Benoit Tessier
REUTERS/Benoit Tessier

Homem radicalizado é preso perto de base militar na França

Suspeito havia jurado lealdade ao Estado Islâmico; no veículo dele havia várias bandeiras do grupo e um exemplar do Alcorão

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2017 | 14h41

PARIS - Um ex-soldado, vigiado desde 2014 por ter se radicalizado, foi preso perto de uma base militar em Evreux, no oeste da França, disse uma fonte judicial nesta sexta-feira, 5.

Promotores especializados em casos de terrorismo foram informados, disseram fontes ligadas à investigação.

O suspeito havia jurado lealdade ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI), segundo uma gravação encontrada em um dispositivo USB que estava em seu carro.

Também foram achadas várias bandeiras do EI no veículo e perto da base militar de Evreux, além de um fuzil, dois revólveres e munição escondidos em um matagal próximo, e um exemplar do Alcorão.

As fontes caracterizaram o suspeito como um homem "de perfil psicológico muito instável". Os investigadores tentam agora descobrir se ele pretendia realizar uma ação violenta ou se ainda era uma etapa preparatória.

A prisão acontece dois dias antes do segundo turno das eleições presidenciais na França, em um contexto de grande ameaça terrorista. O país realizará uma intensa operação de segurança quando os eleitores forem às urnas. / AFP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.